Seja bem vindo

Se você já possui cadastro na nossa loja, informe abaixo seus dados de login para entrar

Cód. Produto: 290194

O som do rugido da onça – Vencedor Jabuti 2022

Autor(es):
Editora:
69.9
ou 2x de 34.95
COMPRAR

Calcule o frete e o prazo

loader
Tipo de entrega Entrega* Valor

* O prazo de entrega inicia-se no 1º dia útil após a confirmação do pagamento. Informações referentes apenas para 01 unidade deste item.

Neste romance embebido de lirismo, Micheliny Verunschk joga luz sobre a história de duas crianças indígenas raptadas no Brasil do século XIX. Vencedor do Prêmio Jabuti na categoria “Romance Literário”. Em 1817, Spix e Martius desembarcaram no Brasi l com a missão de registrar suas impressões sobre o país. Três anos e 10 mil quilômetros depois, os exploradores voltaram a Munique trazendo consigo não apenas um extenso relato da viagem, mas também um menino e uma menina indígenas, que morreriam po uco tempo depois de chegar em solo europeu. Em seu quinto romance, Micheliny Verunschk constrói uma poderosa narrativa que deixa de lado a historiografia hegemônica para dar protagonismo às crianças — batizadas aqui de Iñe-e e Juri — arrancadas de su a terra natal. Entrelaçando a trama do século XIX ao Brasil contemporâneo, somos apresentados também a Josefa, jovem que reconhece as lacunas de seu passado ao ver a imagem de Iñe-e em uma exposição. Com uma prosa embebida de lirismo, este é um livro sem paralelos na literatura brasileira ao tratar de temas como memória, colonialismo e pertencimento. “Um romance que expande as fronteiras da arte literária ao trazer memória, argumentos antropológicos e o melhor que a ficção pode nos oferecer.” — Itamar Vieira Junior * Leitura obrigatória do vestibular da UFMS.
Autor(es):
Verunschk, Micheliny
Dimensões:
21,0cm x 14,0cm x 1,0cm
Páginas:
168
Acabamento:
BROCHURA
ISBN:
9786559210213
Código:
290194
Código de barras:
9786559210213
Edição:
1
Data de Edição:
01/01/2021
Idioma:
Português
Peso:
213
  • Informações do produto Seta - Abrir
    Neste romance embebido de lirismo, Micheliny Verunschk joga luz sobre a história de duas crianças indígenas raptadas no Brasil do século XIX. Vencedor do Prêmio Jabuti na categoria “Romance Literário”. Em 1817, Spix e Martius desembarcaram no Brasi l com a missão de registrar suas impressões sobre o país. Três anos e 10 mil quilômetros depois, os exploradores voltaram a Munique trazendo consigo não apenas um extenso relato da viagem, mas também um menino e uma menina indígenas, que morreriam po uco tempo depois de chegar em solo europeu. Em seu quinto romance, Micheliny Verunschk constrói uma poderosa narrativa que deixa de lado a historiografia hegemônica para dar protagonismo às crianças — batizadas aqui de Iñe-e e Juri — arrancadas de su a terra natal. Entrelaçando a trama do século XIX ao Brasil contemporâneo, somos apresentados também a Josefa, jovem que reconhece as lacunas de seu passado ao ver a imagem de Iñe-e em uma exposição. Com uma prosa embebida de lirismo, este é um livro sem paralelos na literatura brasileira ao tratar de temas como memória, colonialismo e pertencimento. “Um romance que expande as fronteiras da arte literária ao trazer memória, argumentos antropológicos e o melhor que a ficção pode nos oferecer.” — Itamar Vieira Junior * Leitura obrigatória do vestibular da UFMS.
  • Especificações Seta - Abrir
    Autor(es):
    Verunschk, Micheliny
    Dimensões:
    21,0cm x 14,0cm x 1,0cm
    Páginas:
    168
    Acabamento:
    BROCHURA
    ISBN:
    9786559210213
    Código:
    290194
    Código de barras:
    9786559210213
    Edição:
    1
    Data de Edição:
    01/01/2021
    Idioma:
    Português
    Peso:
    213