(53) 3027-9215 (53) 3027-9215

Lanternas ao nirvana

R$ 49.9
R$ 49.9 à vista no boleto
ou no cartão em até 1x de R$ 49.9 sem juros
Editora:
COMPRAR

Calcule o Frete e o Prazo de Entrega

loader
Tipo de entrega Entrega* Valor

* O prazo de entrega inicia-se no 1º dia útil após a confirmação do pagamento. Informações referentes apenas para 01 unidade deste item.

Produto adicionado ao carrinho!

Lanternas ao nirvana

ou IR PARA O CARRINHO

DESCRIÇÃO

Tendo o mundo pandêmico como palco, Lanternas ao nirvana é um livro de vanguarda, que combina narrativa, poesia e texto dramático.   A estreia de Felipe Franco Munhoz, com o livro Mentiras (2016), recebeu comentários, por exemplo, do escritor Ra imundo Carrero – “Grande, belo e corajoso livro. Lições de diálogo” – e do poeta e tradutor Paulo Henriques Britto – “Belo trabalho de metaficção”. A respeito do livro seguinte de Franco Munhoz, Identidades (2018), Caetano Veloso se disse “fascinado” : “Um livro assim pequeno, pensei que fosse ser lido de uma sentada. Mas é poesia – e poesia não é curta se o livro é curto. Nunca encontrei nada parecido dentre as coisas que pessoas jovens me dão para olhar. [...] Mesmo as rubricas de indicação de cena são poesia. [...] Identidades tem um lugar único na literatura brasileira contemporânea.” Em 2022, Franco Munhoz transforma, novamente, páginas em palcos – ou palcos em páginas? – para forjar e encenar Lanternas ao nirvana. Entrelaçando poesia e dramaturgia, o autor segue investigando luzes e sombras: incididas tanto nas minúcias do ser humano quanto na expansão da linguagem. O palco do livro é o mundo pandêmico entre março de 2020 e janeiro de 2021. Cada texto acompanha uma data: indicando o dia exato do início de escrita do texto em questão. O poema “Segundo andar: defronte, estou” abre o livro com certa inocência, com um olhar ingênuo que busca pequenas coisas, detalhes no confinamento olhar que, de certo modo, não era capaz de com preender a dimensão do futuro próximo. Ao mesmo tempo que se descortinam, de certo modo, arcos narrativos, e em que aparecem estribilhos e personagens ficcionais, Lanternas ao nirvana também escancara bastidores criativos: elaborados no isolamento so cial radical de seu autor (isolamento de 312 dias completos, durante a pandemia da Covid-19), cada trecho do livro apresenta a data em que começou a ser escrito – lançando ao leitor a pergunta: houve transformações no estilo e nas ideias influenciada s pelo tempo e pelo próprio confinamento? Lanternas ao nirvana é um livro fragmentado: cada fragmento se revela tanto peça do quebra-cabeça quanto corpo independente. É possível que seja o mesmo abismo já visitado pelo autor, mas talvez a queda, agor a, seja um pouco mais breve e, paradoxalmente, um pouco mais profunda.   “‘Parêntesis’ [parte de Lanternas ao nirvana] é estupendo. Tão vívido e visual. Lê-se feito um filme na mente.” - Liz Calder “Diálogo na caverna da quarentena ao som de Mil

Ficha técnica

Autor(es):
Munhoz, Felipe Franco
Dimensões:
20,5cm x 13,5cm x 0,6cm
Páginas:
112
Acabamento:
BROCHURA
ISBN:
9786555873887
Código:
902763
Código de barras:
9786555873887
Edição:
1
Idioma:
Português
Peso:
160